210 540 000 (custo chamada local)
Contacte-nos
Nós ligamos!
O número de telefone é obrigatório Deve inserir um número de telefone correto
Consinto com o tratamento dos meus dados para ser informado por telefone e/ou e-mail da oferta de serviços Eletricidade e Gás da Repsol de acordo com a Política de Privacidade da Repsol
Para continuar, deve aceitar a política de proteção de dados
o
Contacte-nos
210 540 000 custo chamada local
temperatura aquecimento

Temperatura ideal para o aquecimento da casa

Com as temperaturas a baixarem, as casas também começam a arrefecer e a sensação de frio no próprio lar aumenta. Mas não deveria ser assim. Está na hora de verificar se o aquecimento está a funcionar corretamente e retirar os cobertores dos armários. É importante encontrar não apenas a temperatura ideal da sua casa, mas também um Plano de eletricidade e gás que se ajuste às suas necessidades energéticas.

Qual a temperatural ideal para aquecimento a cada hora do dia?

O primeiro ponto a considerar é que a temperatura em casa varia de acordo com a hora do dia, assim como outros fatores, como, por exemplo, a localização e orientação do apartamento. Se vive num apartamento virado a oriente, receberá luz solar quase todo o ano, desde o nascer do sol até ao meio-dia, pelo terá provavelmente de utilizar menos o aquecimento. Por conseguinte, é importante ter em conta a hora do dia para definir uma ou outra temperatura.

À noite, é aconselhável evitar o aquecimento, uma vez que o custo da energia é maior e, para além disso, poderá causar dores de cabeça e fadiga, caso a temperatura seja demasiado quente. No entanto, se precisar de ligar o aquecimento porque vive num clima mais frio ou porque as noites são mais frias, é aconselhável colocá-lo entre 16-19 graus.

Por outro lado, durante o dia, recomenda-se que o aquecimento esteja entre 19-21 graus. Se tiver um termóstato nas diferentes divisões, pode regular as diferentes temperaturas dependendo da divisão.

Recomendação de temperatura para as divisões da casa

  • Armazéns, caves e garagens. Estas são áreas de pouca utilização, pelo que não deverá existir necessidade de aquecimento.
  • Corredores e quartos de dormir. Recomenda-se que as temperaturas nestas áreas sejam de cerca de 15-17 graus.
  • Cozinha e casa de banho. Nessas áreas, recomenda-se que o aquecimento seja fixado em 17-18 graus.
  • Sala de estar, sala de jantar e escritório. Estas áreas da casa são aquelas onde as pessoas passam mais tempo sem fazer qualquer atividade física, razão pela qual é recomendada uma temperatura entre 19-21 graus. 

Conselhos para poupar energia

A idade influencia a sensação térmica?

Cada pessoa é diferente e todos nós temos sensações térmicas distintas. Não obstante, os fatores mais importantes são a idade e o sexo.

Em geral, a temperatura corporal varia em função da hora do dia e da atividade física que se pratica. Normalmente, durante as horas de sono profundo, que de acordo com estudos são entre 2 e 6 da manhã, a temperatura corporal é de 35,8ºC. Ao longo do dia aumenta e pode atingir 37ºC. Se o classificarmos por idade, de acordo com estudos, estes são os dados aproximados:

  • Na infância. A temperatura corporal varia de 36,6 a 37,2ºC.
  • Na idade adulta. A temperatura corporal varia de 36,1 a 37,2ºC.
  • Com mais de 65 anos de idade. A temperatura corporal é geralmente inferior a 36,2ºC.

Estes são apenas dados aproximados, pois há mais fatores tais como sexo, hora do dia ou do mês, etc., que têm influência. Mas há uma correlação da temperatura corporal e da sensação térmica, razão pela qual as pessoas com mais de 65 anos tendem a precisar de temperaturas mais elevadas em casa do que os adultos.

Como poupar no aquecimento e manter uma temperatura confortável

Agora que já sabe qual a temperatura ideal de aquecimento, partilhamos algumas recomendações, que, certamente, o ajudarão a poupar na fatura de energia.

  • Instalar termóstatos em casa. A instalação de termóstatos em casa permite-lhe regular e controlar a temperatura em cada divisão, dando-lhe um maior controlo da temperatura e, se houver salas que não precisem de ser aquecidas, pode desligar o termóstato e poupar energia.
  • Manutenção do radiador. Uma vez por ano, recomenda-se a purga dos radiadores, ou seja, a remoção do ar que se acumula. Para tal, é tão simples como abrir um pouco a válvula e esperar que o ar saia. Deverá ter perto de si um recipiente, na medida em que também sairá água. No momento em que sair apenas água, feche a válvula, uma vez que já terá o seu radiado preparado para o inverno. Esta manutenção é importante para que o radiador gere calor em toda a sua superfície.
  • Desligar o aquecimento. Se sair de casa, é aconselhável que desligue o aquecimento, para controlar os gastos de energia. Para além de ser aconselhável desligar o aquecimento quando não está em casa, também é recomendável não o manter ligado durante o sono.
  • Investir em isolamento térmico. Isolar bem a casa é fundamental para reduzir o consumo de energia e manter uma boa temperatura em casa.
  • Temperatura ideal de aquecimento. Seguir as recomendações de temperatura irá ajudá-lo a poupar na sua conta.
  • Contratar um plano de eletricidade e gás que se adapte às suas necessidades. É importante selecionar bem a potência contratada e o tipo de tarifa e ciclo horário que melhor se adaptam às suas necessidades de consumo. Na Repsol, sabemos como é importante ter a tarifa de que necessita, nem mais nem menos, razão pela qual temos diferentes opções tarifárias de eletricidade e gás que se adaptam a diferentes necessidades.