210 540 000 (custo chamada local)
Contacte-nos
Nós ligamos!
O número de telefone é obrigatório Deve inserir um número de telefone correto
Consinto com o tratamento dos meus dados para ser informado por telefone e/ou e-mail da oferta de serviços Eletricidade e Gás da Repsol de acordo com a Política de Privacidade da Repsol
Para continuar, deve aceitar a política de proteção de dados
o
Contacte-nos
210 540 000 custo chamada local
temperatura frigorífico

Qual é a temperatura ideal para o frigorífico e para o congelador?

O frigorifico e o congelador são dos eletrodomésticos que mais energia gastam nos lares, sendo que uma boa tarifa de eletricidade poderá ajudar a fazer face aos gastos energéticos. No entanto, a chave para poupar energia com o seu frigorífico é saber qual a temperatura ideal e garantir que o mesmo tem uma certificação energética eficiente.

Como regular a temperatura do frigorífico?

Dependerá sempre do frigorífico que tenha, poderá regular o termostato de uma maneira ou de outra. Atualmente, é possível encontrar termostatos digitais, em que simplesmente poderá aumentar os graus, ou termostatos manuais, que têm uma roda com números de 1 a 5.

O termostato digital não tem grande mistério, simplesmente terá de introduzir no ecrã os graus ou temperatura que deseja, e já está. No caso do manual, o funcionamento é simples, mas sempre existe a dúvida sobre qual é o nível mais frio, se o 1 ou o 5. Nesse caso, nós ajudamos. O nível 1 é a temperatura mais alta e o nível 5 a mais baixa, ou seja, o 5 é o nível que faz mais frio.

A temperatura ideal para o frigorífico e o congelador

A temperatura ideal para o frigorífico é, no mínimo, 8°C e, no máximo, 2°C, pelo que se considera uma temperatura ideal a de 4°C, no entanto, dependerá da capacidade do frigorífico. Se estiver com menos alimentos, necessitará de menos energia, nesse caso, poderá programar a temperatura mais perto dos 8°C e, assim, poupar mais energia. Por outro lado, se o frigorífico estiver cheio, precisará de mais energia para conservar os alimentos.

Em relação ao congelador, a temperatura mínima recomendada é de -16°C e a máxima de -24°C, considerando-se como temperatura média ideal cerca de -18°C, que deveriam permitir conservar todos os alimentos, sem gastar mais energia.

Como vimos anteriormente, existem dois tipos de termostatos nos frigoríficos, sendo que estes dados se aplicam ao termostato digital, mas e para o termostato manual? Bem, essa resposta estará sempre correlacionada com a altura do ano.

No verão, o frigorífico necessitará de gerar mais frio, sobretudo em regiões mais quentes ou perante ondas de calor. Nesses casos, poderá colocar o termostato mais alto, entre os níveis 3 e 4 será suficiente. Pelo contrário, no inverno, não será necessário que esteja tão forte e, com o nível 2, já estará com uma boa temperatura. Tendo em consideração que estes dados variam de região para região, é necessário ter presente que um verão no Alentejo não é o mesmo que um verão no Porto, por exemplo.

frigorífico

Conselhos para poupar energia com o seu frigorífico

Agora que já sabe qual a temperatura ideal para o seu frigorífico, tanto no verão como no inverno, vejamos alguns conselhos extra para poupar energia:

  • Não deixe o frigorífico aberto. Atualmente, a maioria dos frigoríficos contam com um sensor que o avisa que a porta está aberta. Mas, mesmo assim, é importante verificar, uma vez que se a porta estiver aberta, o frio sairá e não mantem a temperatura ideal.
  • Arrume os alimentos. Cada compartimento e divisão do frigorífico está idealizado para armazenar certo tipo de alimentos. É importante manter essa ordem, uma vez que o ajudará a manter os alimentos à temperatura perfeita e não terá de consumir mais energia do que aquela que necessita.
  • Espere que a comida arrefeça antes de a colocar no frigorífico, por forma a que o frigorífico não tenha de fazer um esforço maior para refrigerar a comida. Alguns frigoríficos têm um modo congelante, que permite arrefecer a comida ao mesmo tempo. Mesmo assim, o ideal será deixar a comida arrefecer antes de colocar no frigorífico, para não gastar mais eletricidade do que a necessária.
  • Conservação dos alimentos. O recipiente onde conserva os alimentos também é importante. Utilize recipientes em vidro ou bolsas térmicas.
  • Etiqueta energética. Finalmente, um ponto que influenciará diretamente a poupança de energia, é a etiqueta energética. Até 2021, poderíamos ver a etiqueta dos eletrodomésticos da seguinte forma: A+++, A++, A+, A, B, C. D. Porém, desde março de 2021, modificaram-se, de maneira que o utilizador tenha mais claro quais os eletrodomésticos que são mais eficientes, para: A, B, C, D, E, F, G. Desta forma, o que antes se equivalia a A++ é agora um B.
Com estas recomendações, juntamente com a temperatura ideal do frigorífico, não se preocupará mais com os gastos energéticos excessivos do seu frigorífico. E, caso queira viver com toda a tranquilidade, sem gastos imprevistos, poderá contratar um serviço Apoio da Repsol, no momento de contratação de um dos Planos de Eletricidade e Gás Natural. 

Planos Eletricidade e Gás