210 540 000 (custo chamada local)
Contacte-nos
Nós ligamos!
O número de telefone é obrigatório Deve inserir um número de telefone correto
Consinto com o tratamento dos meus dados para ser informado por telefone e/ou e-mail da oferta de serviços Eletricidade e Gás da Repsol de acordo com a Política de Privacidade da Repsol
Para continuar, deve aceitar a política de proteção de dados
o
Contacte-nos
210 540 000 custo chamada local
contratar

Como posso contratar eletricidade e gás?

Se a sua habitação, escritório, loja ou pequeno negócio não dispuser de um contador de eletricidade e pretenda contratualizar eletricidade com um comercializador do mercado livre, deve primeiramente solicitar um orçamento à entidade “E-Redes” (Operador de Rede de Distribuição – “ORD”) para a instalação de um contador de eletricidade.

Para tal, deverá reunir os seguintes documentos e informações e posteriormente enviar para o ORD:

  • Cartão de contribuinte (empresa) / número contribuinte (particular);
  • Potência que deseja contratar;
  • Identificação via Cartão do Cidadão, Bilhete de Identidade, Passaporte (particular) ou Cartão de Identificação de Pessoa Coletiva (empresa);
  • Morada da instalação e as suas coordenadas geográficas.
ciclos

O que deverá ter em consieração, após a instalação

Após a instalação de um contador de eletricidade, deverá ter em consideração que cada habitação tem as suas próprias caraterísticas e necessidades, e, por isso, deverá selecionar a tarifa que melhor se aplica a si, à sua rotina.

Para começar, calcule a sua potência

Antes de calcular a tarifa perfeita, deverá ter uma ideia da potência elétrica que necessita. Isso dependerá de vários fatores, como a quantidade de eletrodomésticos que existe na sua casa, bem como o seu consumo.

Deverá saber que existem três opções tarifárias:

1. Tarifa simples: O preço da eletricidade é igual em todas as horas do dia;

2. Tarifa bi-horária: O preço da eletricidade é diferenciado para dois períodos horários distintos:

  • O período das horas de Vazio, no qual o preço é mais reduzido; e
  • O período das horas fora de vazio, durante o qual a eletricidade tem um custo mais elevado.

Consoante o ciclo e horário escolhidos, as horas de vazio e fora de vazio são diferentes nos dias úteis, aos sábados e aos domingos.

3. Tarifa tri-horária: O preço de eletricidade é divido em três períodos horários:

  • Ponta.
  • Cheias.
  • Vazio.

Referir, também, que no horário Vazio o preço de eletricidade é mais barato. Para além disso, a melhor opção horária pode variar de acordo com os seus padrões de consumo, hábitos e da sua capacidade de adaptar os seus consumos à escolha contratada.

ciclos

O que são os ciclos horários e qual deles devo selecionar?

Os ciclos horários definem os períodos do dia em que é cobrado a tarifa mais reduzida e a tarifa mais elevada. Existem dois ciclos, ciclo diário e ciclo semanal:

Ciclo diário: onde todos os períodos horários são iguais todos os dias, não havendo qualquer distinção entre dias úteis e fins de semana, já na tarifa bi-horária, o ciclo diário é dividido entre horas de vazio (das 22h às 8h) e horas fora de vazio (das 8h às 22h). Na tarifa tri-horária, o ciclo é dividido de acordo com as horas de Ponta, Cheias e de Vazio, e tem diferente horários, o de inverno e o de verão. Poderá consultar mais informação, aqui.

No ciclo semanal, os períodos horários são diferentes nos dias úteis e aos fins de semana e também tem em consideração as diferentes tarifas e a altura do ano.

Que ciclo devo selecionar?

O Ciclo diário é recomendado para quem tem um consumo de eletricidade regular e homogéneo ao longo de toda a semana. 

É recomendável contratar um Ciclo semanal para quem tem maiores consumos aos fins de semana.

Salientamos que a melhor solução dependerá ainda dos seus padrões de consumo, hábitos e da sua capacidade de adaptar os seus consumos à escolha contratada.

Planos Eletricidade e Gás