210 540 000 (chamada local)
Contacte-nos
Nós ligamos!
O número de telefone é obrigatório Deve inserir um número de telefone correto
Consinto com o tratamento dos meus dados para ser informado por telefone e/ou e-mail da oferta de serviços Eletricidade e Gás da Repsol de acordo com a Política de Privacidade da Repsol
Para continuar, deve aceitar a política de proteção de dados
o
Contacte-nos
210 540 000 custo chamada local
Termo de Energia

Qual a diferença entre Termo Fixo e Termo de Energia?

Quanto paga pelo Termo Fixo? Quanto cobra a sua comercializadora pelo Termo de Energia ou também designado Termo Variável? Possivelmente, já lhe fizeram estas perguntas ou então andou a comparar propostas e não sabe bem a diferença entre estes dois termos. Primeiro, se andou a comparar preços e proposta, saiba, de antemão, que os Planos de Eletricidade e Gás são aqueles que lhe conferem uma oferta mais versátil, integrada e multinenergética.

Falando em Termo de Energia, ao contratar um Plano de Eletricidade e Gás, o Plano Viva ou o Plano Viva Mais, poderá usufruir de um desconto de até 5% no Termo de Energia. Ainda não sabe o que é? Neste artigo, nós explicamos e garantimos que no final quererá usufruir das vantagens da Repsol.

O que são o Termo Fixo e o Termo de Energia?

 

Para perceber como poderá poupar no Termo Fixo e no Termo de Energia, ou também designado de Termo Variável, necessita, antes de mais, compreender o que são. Pelo nome, podemos perceber logo a primeira diferença: no Termo Fixo, o valor é sempre o mesmo e é cobrado por dia, já no Termo de Energia (Variável), o preço varia em função do consumo. Confuso?

De uma forma sucinta, quando contrata uma tarifa de eletricidade e gás, sabe, no momento, quanto irá pagar pelo Termo Fixo, todos os meses, já no Termo Variável apenas sabe o preço do kWh, já que o consumo irá depender das suas necessidades energéticas e – importante mencionar – da boa utilização dos eletrodomésticos.

Como é calculado o preço do Termo Fixo?

 

O Termo Fixo está relacionado com a potência contratada, aquela que seleciona em função da necessidade de energia que tem na sua habitação. Cada uma das 13 opções tem um preço, a este preço é multiplicado o número de dias de faturação. Tão simples quanto isto: multiplica o número de dias pelo preço de referência da potência contratada e tem o valor do Termo Fixo do seu Plano. Este exercício é válido tanto para a tarifa de eletricidade, como para o escalão de gás. Recapitulando como selecionar a potência contratada – que terá impacto no valor do Termo Fixo -, deverá considerar:

  • Tamanho da casa. Quantos m2 tem a habitação e o número de divisões.
  • Número de habitantes.
  • Potência dos seus aparelhos elétricos. Cada equipamento elétrico tem especificada a potência.
  • Número de horas de utilização diária. Poderá, de facto, ter um aparelho com uma grande potência elétrica, mas, na realidade, não o utiliza com frequência.

Não sabe quanto paga pelo Termo Fixo? Não tem problema, apenas terá de consultar uma das suas faturas de energia que, obrigatoriamente, têm essa informação.

Como é calculado o Termo de Energia?

 

Para perceber como é calculado o Termo de Energia, primeiro é preciso perceber como funciona e o que representa. O Termo de Energia está relacionado com o valor total de consumo de energia que tem todos os meses. A comercializadora define, de facto, o preço pelo kWh, mas não aquilo que irá consumir mensalmente. O preço do Termo de Energia é obtido através das leituras periódicas dos contadores ou, se não existirem estas leituras, através de estimativas mensais.

Assim, para calcular o Termo de Energia, deverá multiplicar o preço definido pela sua comercializadora para o kWh pelo consumo mensal de energia, tendo em consideração, claro, o preço da energia em função do ciclo horário e, ainda, os impostos aplicados. Por exemplo, atualmente, os primeiros 100 kWh têm uma percentagem de IVA mais baixa. A partir daí, a taxa de IVA aumenta, o que pode, por vezes, baralhar os seus cálculos.

O Consumo mensal kWh que Termo afeta?

 

Agora, já sabe a resposta a esta pergunta. O consumo mensal de kWh afeta o Termo de Energia, o tal Termo Variável, que oscila em função do seu consumo mensal. Como lhe falamos, poderá conseguir um desconto no Termo de Energia de até 5% com a Repsol e, desta forma, diminuir a sua fatura de energia.

Para que saiba, o consumo de energia é calculado em kWh, que representa a quantidade de watts que são gastos por hora com cada equipamento que consuma energia. Devido a este fator, é sempre importante perceber quanto gasta cada aparelho e optar por aparelhos mais eficientes, que ajudem a poupar na fatura no fim do mês.

Para poupar na sua fatura de energia, deverá escolher não apenas um Plano com um preço do Termo Fixo competitivo, como também do Termo de Energia. Para diminuir o custo deste último, poderá seguir o nosso blog, pois, todos os meses, lhe oferecemos recomendações e dicas que o ajudam.

Não obstante, e como empresa de multienergia que somos, quando definimos a nossa oferta de Eletricidade e Gás, consideramos outras energias essenciais para o seu dia a dia, para que possa poupar em casa e na estrada. No final do ano, poderão ser 312€ que poupa com a multienergia.