210 540 000 (chamada local)
Contacte-nos
Nós ligamos!
O número de telefone é obrigatório Deve inserir um número de telefone correto
Ao preencher este formulário, entraremos em contacto consigo para lhe fazer chegar a nossa oferta de Eletricidade e Gás.
Aceito a Política de Privacidade
Para continuar, deve aceitar a política de proteção de dados
o
Contacte-nos
210 540 000 Linha de Apoio ao Cliente e Contratação
Convetor elétrico, o que é?

Convetor elétrico, o que é?  

Num mundo rumo à sustentabilidade, a eficiência energética torna-se uma prioridade. No universo do aquecimento doméstico, os convetores elétricos emergem como protagonistas, oferecendo uma alternativa moderna e eficaz. De seguida, vamos explorar o que caracteriza um convetor elétrico, diferenciando-o de outros dispositivos térmicos, e destacaremos as vantagens e desvantagens associadas a esta escolha de aquecimento.

Os convetores elétricos representam uma inovação significativa no campo do aquecimento doméstico. À medida que a procura por métodos mais eficientes e sustentáveis se intensifica, entender o papel destes aparelhos no panorama energético torna-se importante, de maneira a fazer a escolha mais acertada no momento de comprar um aquecedor para os meses mais frios.

O que é um convetor elétrico?

 

Estes equipamentos aquecem o ar por convecção, um processo natural onde o ar aquecido sobe, criando um ciclo de circulação. Diferentemente dos radiadores, não acumulam calor, proporcionando aquecimento rápido e eficiente. Ao converter eletricidade em calor, o elemento interno aquecido transfere calor para o ar, que, ao tornar-se mais leve, sobe, promovendo a circulação. Essa convecção permite uma distribuição uniforme do calor. São ideias para quem procura eficiência térmica imediata.

Qual a diferença entre um convetor elétrico, um radiador e um emissor térmico? 

 

Convetor Elétrico

  • Aquece através do princípio da convecção. 
  • Converte eletricidade em calor, aquecendo um elemento interno. 
  • Movimento do ar criado pela circulação natural distribui uniformemente o calor. 

Radiador 

  • Utiliza água aquecida para transferir calor para o ambiente. 
  • Processo envolve circulação de água aquecida por elementos radiadores. 
  • Transferência de calor ocorre principalmente por radiação, aquecendo objetos e pessoas. 

Emissor Térmico 

  • Armazena calor em elementos térmicos internos. 
  • Liberta gradualmente o calor armazenado para manter temperatura constante. 
  • Semelhante aos convetores elétricos em termos de convecção, mas com capacidade adicional de armazenamento. 

Em resumo, estes três tipos de aquecedores têm caraterísticas distintas, a escolha dependerá das necessidades específicas do ambiente, do padrão de uso desejado e das preferências individuais do utilizador. Cada aparelho apresenta valências únicas para atender a diferentes cenários e preferências térmicas.

Convetor elétrico, o que é?

Vantagens convetores elétricos 

 

Eficiência térmica imediata

Estes aparelhos destacam-se pela capacidade de proporcionar aquecimento praticamente instantâneo. Ao operarem por convecção, o ciclo contínuo de circulação de ar permite uma distribuição rápida e uniforme do calor pelo ambiente, eliminando a espera associada a outros sistemas de aquecimento.

Controlo preciso da temperatura

A capacidade de ajustar facilmente a temperatura torna-os uma opção flexível e adaptável. Equipados com controlos de temperatura intuitivos, permitem que os utilizadores regulem o calor de acordo com as suas preferências.

Instalação e manutenção descomplicadas

A instalação é simples e requer menos trabalho do que outros sistemas de aquecimento. Além disso, a sua manutenção é frequentemente mais acessível, proporcionando uma solução prática para quem procura eficiência com uma abordagem direta.

Consumo de energia ajustado

Com a evolução tecnológica, muitos convetores são concebidos para otimizar o consumo de energia. A capacidade de fornecer calor apenas quando necessário contribui não apenas para a eficiência energética, mas também para a redução dos custos associados.

Desvantagens convetores elétricos 

 

Custo inicial e potência limitada

O investimento inicial na aquisição, embora muitas vezes justificado pela eficiência, pode ser um obstáculo para alguns consumidores. Além disso, a potência de aquecimento pode ser limitada em comparação com outros sistemas, exigindo uma avaliação cuidadosa das necessidades de cada espaço. 

Aquecimento temporário 

Podem não ser a escolha ideal para ambientes onde a manutenção constante de uma temperatura elevada é essencial. Em espaços maiores, pode ser necessário complementar com outros sistemas.

Ao ponderarmos estas questões, é crucial considerar as necessidades específicas de cada contexto de utilização. Os convetores elétricos, com a sua eficiência e controlo preciso, continuam a ser uma opção valiosa para aquecimento, proporcionando conforto térmico de forma rápida e adaptável.

Quanto consome um convetor elétrico?


A potência deste aparelho, medida em watts, é a chave. Um convetor padrão de 2000 watts, normalmente consome cerca de 2 quilowatts-hora (kWh) por cada hora de funcionamento. Simplificando, quanto mais potente, mais calor produz, mas também mais energia consome. Para se ter uma ideia, se um convetor trabalhar durante uma hora, vai indicar aproximadamente 2 kWh na conta de eletricidade. A escolha acertada do Plano de Eletricidade e Gás será preponderante no momento de poupar na fatura de energia.

É útil saber que muitos convetores modernos vêm equipados com controlo de temperatura e temporizador, o que ajuda a gerir melhor os custos e evita surpresas indesejadas no final do mês. 

Ao considerar as opções de aquecimento, estes aparelhos são uma escolha versátil e eficiente. Com rapidez no aquecimento e eficiência energética, representam uma solução moderna para as necessidades térmicas domésticas. Caso opte por esta solução, deverá querer protegê-la de imprevisto, daí que a contratação de um serviço Apoio de um dos Planos de Eletricidade e Gás poderá ser a solução. Para além disso, ainda poupa no kWh e no combustível. Não acredita? Faça você mesmo a simulação.