210 540 000 (custo chamada local)
Contacte-nos
Nós ligamos!
O número de telefone é obrigatório Deve inserir um número de telefone correto
Consinto com o tratamento dos meus dados para ser informado por telefone e/ou e-mail da oferta de serviços Eletricidade e Gás da Repsol de acordo com a Política de Privacidade da Repsol
Para continuar, deve aceitar a política de proteção de dados
o
Contacte-nos
210 540 000 custo chamada local
Diferencial elétrico

O que é o diferencial elétrico e para que serve

O disjuntor referencial ou disjuntor diferencial residual (DR), mais conhecido como diferencial elétrico, é um dispositivo de proteção, que tem como função desligar um circuito elétrico sempre que é detetada uma corrente de fuga de eletricidade anómala, ou seja, superior ao valor nominal.

Este equipamento confere uma maior segurança aos utilizadores de instalações elétricas. Permite evitar a ocorrência de choques elétricos, uma vez que após ser acionado, desliga, automaticamente, a alimentação de eletricidade.

Qual a diferença entre um disjuntor diferencial e um interruptor diferencial?

A grande diferença entre estes dois dispositivos reside no tipo de proteção. Enquanto o interruptor diferencial apenas tem proteção contra as fugas da corrente (proteção diferencial), o disjuntor diferencial tem uma proteção magnetotérmica, ou seja, contra as fugas da corrente, as sobrecargas e os curtos-circuitos.

O interruptor diferencial utiliza-se quando as proteções contra curtos-circuitos e sobrecargas já estão salvaguardadas por outros equipamentos de proteção.

Qual é o princípio de funcionamento de um disjuntor diferencial?

Para explicar o princípio de fundamento, é preciso descrever como funcionam as duas correntes existentes. Ao disjuntor diferencial são ligados o neutro e a fase. O disjuntor diferencial funciona com normalidade quando a corrente que entra pela fase é igual à que sai pelo neutro. Neste caso, como a diferença entre as duas correntes é nula, o dispositivo não é acionado.

Não obstante, sempre que existe uma avaria num eletrodoméstico, por exemplo, num forno elétrico, a corrente que entra pela fase não vai chegar ao neutro. Neste caso, o disjuntor diferencial deteta esta anomalia e é acionado, antes que alguém toque na parte metálica sob tensão e seja eletrocutado. O disjuntor referencial apenas volta a ser rearmado quando a avaria no eletrodoméstico é reparada.

O que é que faz o disjuntor referencial disparar?

Este dispositivo tem uma corrente de regulação, que é o valor da corrente de fuga, que faz com que o disjuntor acione, por outras palavras, existe uma certa sensibilidade. Quando a corrente que entra pela fase é diferente da que sai do neutro, existe uma falha que o sistema deteta e faz disparar o disjuntor, por forma a evitar a ocorrência de um acidente.

Um disjuntor pode ser acionado por diversas razões, pelo que deverá estar atento aos sinais e procurar atuar com a máxima prontidão possível. Caso contrate um dos Planos de Eletricidade e Gás Natural da Repsol, poderá contratar um serviço Apoio e, desta forma, garantir que a sua casa está protegida contra imprevistos.

Elencamos algumas razões que poderão levar o disjuntor a disparar:

  • Fios elétricos soltos ou mal isolados. Poderá acontecer, por exemplo, quando o cabo deriva para a terra ou quando se encontra numa divisão com bastante humidade.
  • Presença de humidade em determinadas zonas da casa.
  • Eletrodomésticos que consomem muita eletricidade e que por algum motivo estão com alguma avaria.
  • Fonte de alimentação que não filtra bem as harmónicas, permitindo a introdução de correntes de alta frequência.
assistência técnica

Como poderei prevenir o disparo do disjuntor diferencial?

O disjuntor diferencial funciona para proteger as pessoas, pelo que deverá querer que ele funcione sempre que possa existir o perigo de um acidente. Por outro lado, quando este dispositivo é acionado é porque existe algum problema no sistema elétrico. Aqui, o segredo está na prevenção.

Caso o disjuntor diferencial seja acionado, apenas poderá rearmá-lo quando a avaria esteja reparada, o que quer dizer que não poderá fazer a sua vida normal até que o problema esteja resolvido. Todos os serviços Apoio da Repsol têm um diagnóstico gratuito e cobrem avarias e emergências da rede elétrica doméstica. Permitem-lhe viver com a tranquilidade e a confiança de saber que a sua casa estará sempre protegida.