210 540 000 (custo chamada local)
Contacte-nos
Nós ligamos!
O número de telefone é obrigatório Deve inserir um número de telefone correto
Consinto com o tratamento dos meus dados para ser informado por telefone e/ou e-mail da oferta de serviços Eletricidade e Gás da Repsol de acordo com a Política de Privacidade da Repsol
Para continuar, deve aceitar a política de proteção de dados
o
Contacte-nos
210 540 000 custo chamada local
eletrodomésticos

Eletrodomésticos que consomem mais energia

A preocupação pela poupança energética nunca esteve tão alta como nos dias de hoje, seja pelo custo da energia nos mercados internacionais, seja pelo impacto no meio ambiente. Para diminuirmos o consumo de energia, devemos seguir um conjunto de recomendações, mas também identificar, claramente, de onde advém a maior parte do consumo energético.

Existem uma série de equipamentos que, pelas suas caraterísticas, consomem mais energia do que outros. Neste artigo, elencamos aqueles aparelhos que consomem mais energia e deixamos algumas recomendações para que posso reduzir o consumo de energia e, desta forma, poupar na sua fatura de energia.

Quais são os eletrodomésticos que consomem mais energia?

Muitos destes aparelhos têm um consumo silencioso, daí constarem desta lista, pelo que deverá ter muita atenção a este tipo de consumo stand-by.

frigorífico.png

1. Frigorífico

O frigorífico é o eletrodoméstico que mais energia consome, representa entre 20 e 30% da fatura de eletricidade, pelo que deverá otimizar a sua utilização, com os conselhos que preparamos para si:

Não deixe o frigorífico aberto. É importante verificar, uma vez que se a porta estiver aberta, o frio sairá e não mantem a temperatura ideal.

Arrume os alimentos. Uma boa arrumação dos alimentos permite obter mais espaço e otimizar a utilização do frigorífico.

Espere que a comida arrefeça antes de a colocar no frigorífico, por forma a que o frigorífico não tenha de fazer um esforço maior para refrigerar a comida. 

No momento da compra, procure eletrodomésticos mais eficientes em termos energéticos (escala de A a G, em que os eletrodomésticos com etiqueta A são o mais eficiente e G os menos).

Procure dimensionar o seu frigorifico de acordo com o seu agregado familiar.

máquina lavar roupa.png

2. Máquina de lavar roupa

Uma máquina de lavar roupa, completamente cheia, tem uma exigência energética maior e poderá representar até 12% da fatura de eletricidade, para além do consumo de água, claro. Por isso:

Evite colocar demasiada roupa na máquina ao mesmo tempo.

Sempre que possível, utilize programas mais curtos e temperaturas mais baixas.

Como em todos os eletrodomésticos, no momento da aquisição, procure os mais eficientes em termos energéticos e não descore a manutenção.

televisão.png

3. Televisão

Dependendo da utilização, tanto em plena atividade como num consumo silencioso, a televisão poderá representar até 11% da sua fatura de energia. Quando desliga o aparelho, o consumo continua, caso não desligue diretamente no interruptor, podendo mesmo consumir 3W por hora nesse estado stand-by. Desta forma:

Desligue os interruptores quando não está a ver televisão.

Prefira televisores com a tecnologia LED, pois consomem menos 25% do as LCD e até 40% do que as televisões com plasma.

Regule a luminosidade em função da luz natural que existe no espaço.

Sabia que nos Planos de Eletricidade e Gás da Repsol tem à sua disposição serviços Apoio?

Ao contratar um dos Planos de Eletricidade e Gás Natural da Repsol poderá selecionar um serviço de assistência técnica para cobrir os imprevistos mais habituais. Para além de ter a sua casa protegida, ainda aumentará a sua poupança na energia com a contratação de um destes serviços Apoio.

ar-condicionado (3).png

4. Ar-condicionado

Se a sua habitação tem instalado um equipamento de ar-condicionado, deverá ter em consideração alguns aspetos, por forma a controlar o consumo energético, uma vez que este aparelho poderá representar até 15% da fatura de energia:

Não exagere na temperatura, procure colocar a temperatura o mais amena possível.

Se possível, e caso o aparelho tenha a funcionalidade, utilize o modo ECO.

Limpe, regularmente, os filtros do ar-condicionado.

forno elétrico.png

5. Forno elétrico

Nem todos os fornos elétricos têm a mesma potência, nem consumo energético, não obstante, em média, consomem entre 0,85 kWh e 0,95 kWh entre os 180º e os 210º. Por conseguinte, se utiliza com frequência este aparelho nos seus cozinhados, saiba que ele pode representar até 10% da sua fatura de eletricidade? Desta forma, convém seguir estas recomendações:

Evitar abrir a porta. Sempre que abre a porta, o calor sai o que representa uma perda de energia.

Aproveitar o calor acumulado. Se desligar o forno entre 5 e 10 minutos antes, poderá aproveitar o calor existente para finalizar o seu cozinhado, sem gastar energia.

Fazer uma boa escolha do recipiente. Certo tipo de materiais, como a cerâmica ou o vidro, retêm melhor o calor.

computador (2).png

6. Computador

Os computadores são, atualmente, as principais ferramentas de trabalho, sendo que na grande maioria dos casos consomem energia mesmo quando não estão a funcionar, por isso fazem parte desta lista. Mesmo desligados poderão ter um consumo de 20W por hora e em utilização um consumo de de 80W por hora. Estando ligado 8 horas por dia, o computador terá, em utilização, um consumo de 640W por dia, mais 320W de consumo silencioso, o que equivale a 960W por dia, sem considerar outro tipo de equipamentos conectados, como o caso de um ecrã. Para poupar eletricidade com este eletrodoméstico, faça o seguinte:

Opte por desligar e não hibernar quando termina o trabalho, uma vez que neste último o equipamento continua a consumir energia.

Desligue todos os equipamentos periféricos, como, por exemplo, impressoras, ecrãs, etc., caso não esteja a utilizar.

Reduza a luminosidade dos ecrãs.

Como poderei calcular o consumo de energia de cada aparelho?

Para encontrar uma estimativa média, deverá ter em consideração três aspetos importantes, são eles:

  • Número de eletrodomésticos que utiliza diariamente.
  • Número de horas que funcionam, em média, por dia.
  • A potência de cada um deles.

De notar que as estações do ano podem impactar o seu consumo de energia, seja pela utilização de equipamentos específicos, ar-condicionado ou aquecedor, seja pela necessidade de recorrer a luz artificial. No inverno, o sol põe-se mais cedo e existe menos dias soalheiros.

Porque é que é importante calcular o consumo de energia?

Sabendo o consumo mensal de energia, poderá selecionar a tarifa que melhor se adequa às suas necessidades e poupar todos os meses na fatura de energia.

Com base no seu perfil de consumo, poderá, ainda, perceber quais as horas dos dias que consome mais energia e, caso seja vantajoso, contratar um tarifa bi-horária ou tarifa tri-horária.

Conheça a oferta de Eletricidade e Gás da Repsol ou deixe o seu telefone para que a nossa equipa possa entrar contacto e apresentar-lhe uma proposta que se adeque às suas necessidades energéticas.