210 540 000 (custo chamada local)
Contacte-nos
Nós ligamos!
O número de telefone é obrigatório Deve inserir um número de telefone correto
Consinto com o tratamento dos meus dados para ser informado por telefone e/ou e-mail da oferta de serviços Eletricidade e Gás da Repsol de acordo com a Política de Privacidade da Repsol
Para continuar, deve aceitar a política de proteção de dados
o
Contacte-nos
210 540 000 custo chamada local
aquecimento pellets

Aquecimento com lenha ou pellets?

Está à procura de um sistema de aquecimento que lhe permita uma maior eficiência energética em sua casa e não sabe qual escolher? Se já passou a fase das dúvidas entre o ar-condicionado e o aquecimento central e está agora mais inclinado para um aquecimento a madeira, mas está indeciso entre lenha e pellets, este artigo é para si. Vamos explicar as vantagens destes dois tipos de salamandras para ajudá-lo a escolher a mais adequada.

O que é um pellet?

O pellet é um biocombustível em estado sólido, cuja matéria-prima são resíduos de biomassa vegetal, como, por exemplo, a serragem, a maravalha de madeira, o bagaço de cana-de-açúcar, entre outros. Assim, os pellets são um combustível limpo e eficiente, com uma combustão sem fumo e que liberta menos dióxido e monóxido de carbono do que outro combustível fóssil.

Quais são as vantagens do aquecimento com pellets?

As caraterísticas deste biocombustível conferem-lhe uma série de vantagens, muito para além da vertente ambiental.

  1. Autonomia. Uma vez que têm um reservatório com uma grande capacidade, as salamandras de pellets não precisam de um abastecimento tão frequente. Nos modelos mais recentes, é possível, ainda, programar e controlar remotamente.
  2. Fácil utilização. A produção de calor é constante durante um longo período de tempo, sem necessidade de intervenção, uma vez que a tecnologia utilizada neste tipo de salamandras combina eficácia e vantagens práticas, que lhe conferem bastante flexibilidade.
  3. Poder calorífico. As pellets têm três vezes mais poder calorífico que uma lareira. Para além disso, evita desperdícios, uma vez que os equipamentos que utilizam este material regulam a velocidade de consumo, conforme as necessidades de aquecimento.
  4. Requerem pouca limpeza. Em comparação com a lenha, as cinzas produzidas pela combustão de pellets variam entre 1 e 3%. Desta forma, a necessidade de limpeza é consideravelmente menor em comparação com a lenha.
  5. Ocupa menos espaço. Em comparação com a lenha, as pellets ocupam menos espaço e são mais fáceis de guardar.
  6. Aquecimento mais ecológico. Os índices de poluição são mais reduzidos, dado que as partículas de CO2 atingem apenas uma grama por hora.

E quais as desvantagens do aquecimento com pellets?

Já vimos as inúmeras vantagens do aquecimento com pellets, porém, também existem algumas desvantagens, nomeadamente:

  1. Libertação de pó fino. O aquecimento com pellets poderá ser nocivo à saúde, na medida em que liberta pó fino no final da queimada. Apesar de existirem filtros que inibem a saído do pó, nem todos os sistemas têm, uma vez que não são exigidos pelos órgãos reguladores.
  2. Difícil reciclagem. A cinza dos pellets é considerada tóxica, uma vez que não é orgânica, sendo que o seu descarte deverá ser realizado de uma forma correta. Assim, no momento da compra, deverá solicitar mais informações sobre a melhor forma de reciclagem junto do fornecedor.
  3. Qualidade da matéria-prima. Poderá ser mais difícil validar a qualidade da matéria-prima, o que terá um impacto direto na economia, uma vez queima será mais rápida e utilizará mais pellets para aquecer o ambiente, encarecendo assim o seu uso.
  4. Rede de fornecedores. Antes de optar por esta solução energética, deverá verificar a rede de fornecedores na sua área geográfica, por forma a não ter que fazer muitos quilómetros e/ou armazenar grandes quantidades de pellets na sua casa.
pellets

Quais são as vantagens do aquecimento com lenha?

As salamandras a lenha ainda têm uma grande penetração nas habitações familiares. Transmitem um certo romantismo aos lares, sendo a componente estética bastante considerada. Elencamos algumas das vantagens:

  1. Ambiente. Sendo um objeto contemporâneo de design e bem-estar, adapta-se, facilmente, a qualquer tipo de interior.
  2. Económico. As salamandras a lenha utilizam um combustível mais barato, sendo mais acessível e disponível que as pellets. Também garantem uma eficiência energética de qualidade, podendo mesmo atingir até 80%.
  3. Acessível. A lenha é mais acessível do que as pellets, a rede de fornecedores é maior e mais diversificada.

Quais as desvantagens do aquecimento com lenha?

As salamandras a lenha também têm desvantagens, desde logo na componente ambiental, uma vez que emitem mais emissões do que, por exemplo, as salamandras a pellets. Não obstante, existem outras desvantagens, nomeadamente:

  1. Autonomia. Têm uma autonomia limitada a algumas horas sem intervenção humana, ao contrário das salamandras a pellets mais modernas, que permitem uma regulação à distância.
  2. Maior limpeza. As salamandras a lenha acabam por produzir mais resíduos queimados, o que obriga a uma limpeza mais assídua.
  3. Mais espaço. Uma salamandra a lenha irá necessitar de mais espaço, uma vez que a sua fonte de combustão - a lenha -, que ocupa mais espaço nas habitações.
  4. Difícil regulação. Estes aparelhos espalham o calor rapidamente e, uma vez que não necessitam de eletricidade para funcionar, não permitem uma regulação da temperatura.

 

Agora que já lhe explicamos as vantagens e desvantagens do aquecimento com lenha e com pellets, já poderá tomar uma melhor decisão. Tenha sempre em consideração a eficiência energética e de que forma poderá, para além de poupar na sua fatura de energia, contribuir para um mundo mais sustentável, por exemplo, com a contratação de eletricidade 100% renovável.

Card XL 2.jpg

Energia amiga do ambiente

Uma solução de multienergia sustentável, alinhada com os nossos objetivos de neutralidade carbónica até 2050.