Contacte-nos
Contacte-nos para novas contratações
o
Nós ligamos!
O número de telefone é obrigatório Deve inserir um número de telefone correto
Acepto la política de protección de datos.
Para continuar, deve aceitar a política de proteção de dados

Repsol e Kraft Heinz alcançam acordo de longo prazo para compra e venda de energias renováveis 

  • É o primeiro investimento em energia eólica assinado pela multinacional de alimentos e bebidas.
  • O contrato de compra virtual de energia de 34,2 MW (VPPA) está ligado a um dos parques eólicos Delta II da Repsol, localizados na região de Aragão, no norte de Espanha.
  • Ambas as empresas pretendem ser neutras em carbono até 2050.

A Repsol e a Kraft Heinz chegaram a um acordo virtual de compra de energia (VPPA) a longo prazo, ao abrigo do qual a empresa multienergética fornecerá eletricidade 100% renovável gerada por 34,2 MW de capacidade. Este é o primeiro investimento em energia eólica assinado pela empresa multinacional de alimentos e bebidas, uma das maiores do mundo.

O VPPA de 12 anos está ligado a um dos parques eólicos Delta II, o maior projeto renovável da Repsol até à data. Está já em desenvolvimento e, uma vez concluído, terá uma capacidade total de 860 MW distribuídos entre 26 parques eólicos localizados na região de Aragão, no norte de Espanha.

O contrato contribuirá para os objetivos da Kraft Heinz de obter a maior parte da eletricidade que consome a partir de fontes renováveis até 2025 e reduzir para metade as suas emissões de gases com efeito de estufa até 2030. Este VPPA é equivalente ao fornecimento de eletricidade a 90% dos locais de produção europeus da Kraft Heinz.

Também reforça a posição da Repsol como operador industrial e demonstra a validade e rentabilidade de um modelo de crescimento para as energias renováveis, baseado no desenvolvimento de projetos desde as fases iniciais até à sua entrada em funcionamento.

"Este novo acordo com a Kraft Heinz confirma mais uma vez o potencial e a atratividade dos nossos ativos renováveis para empresas que procuram uma cobertura garantida das suas necessidades energéticas a longo prazo e, ao mesmo tempo, obter uma maior estabilidade, favorecendo a sua competitividade", afirmou o Diretor de Geração de Baixo Carbono, João Costeira.

"O nosso acordo com a Repsol é um passo significativo nos nossos esforços para reduzir o impacte das alterações climáticas", disse Rafael Oliveira, EVP & Presidente, Mercados Internacionais na Kraft Heinz: "Estou orgulhoso deste investimento na nossa Zona Internacional, que esperamos que contribua para o nosso objetivo global de alcançar emissões líquidas zero até 2050, e reduzindo 50% das nossas emissões até 2030, ao mesmo tempo que ajuda a nossa indústria a fazer a transição para as energias renováveis".

A Repsol pretende ter instalada uma capacidade de geração renovável de 6 GW em 2025 e 20 GW em 2030. A empresa tem atualmente uma carteira de mais de 1,6 GW de capacidade renovável instalada e está presente neste negócio em Espanha, Estados Unidos, Chile e Portugal. Em junho, a Repsol incorporou a EIP e o Crédit Agricole Assurances como parceiros para crescer no negócio das energias renováveis. Tanto a Repsol como a Kraft Heinz partilham o objetivo de serem empresas com emissões líquidas zero até 2050, em conformidade com os objetivos estabelecidos no Acordo de Paris.

Para mais informações:

REPSOL | 21 311 9000

António Martins Victor | amvictor@repsol.com