Saltar al contenido
NET Tecnologia de emissões negativas

Tecnologias que retiram CO2 da atmosfera

As tecnologias de emissões negativas, aquelas que removem o CO2 da atmosfera, podem representar uma contribuição importante para o cumprimento dos objetivos do Acordo de Paris contra as mudanças climáticas. Desde a promoção dos oceanos e solos como sumidouros de carbono à produção de bioenergia combinada com captura de CO2, a Repsol trabalha na investigação deste tipo de tecnologia, conhecida como NET (Negative Emissions Technologies), desenvolvendo projetos de utilização e armazenamento de CO2 (CCUS). Através da Fundación Repsol, tem, ainda, participação numa empresa de reflorestação. 

A Repsol, que tem como desígnio atingir as zero emissões líquidas em 2050, encontrou uma solução para as emissões de CO2 que não podem ser abatidas, através de tecnologias naturais, que permitem acomodar o carbono nos solos, florestas ou oceanos.

Economia Circular

Aumentar a cobertura florestal

Reflorestar e evitar o desmatamento são, hoje, as soluções climáticas naturais mais eficazes e com custos mais viáveis no combate às mudanças climáticas. Na Repsol, procuramos evitar perda de matas maduras, por forma a alcançar este efeito nas zonas onde operamos. Temos diversas iniciativas em estudo, de maneira a prevenir o desmatamento, por exemplo, em zonas como a Malásia, Peru ou Colômbia.

Sylvestris, reflorestamento com emprego social

Sylvestris, reflorestamento com emprego social

Outra iniciativa que espelha o propósito no combate às alterações climáticas é a aquisição de 21,39% do capital da Sylvestris, através do Repsol Impacto social, um projeto da Fundación Repsol para o desenvolvimento de empresas que trabalham nas áreas da transição energética e da inclusão de grupos vulneráveis. 

O projeto Sylvestris, que envolve a contratação de cerca de 2.500 pessoas, na sua maioria grupos vulneráveis, é um sinal de que, além de outros benefícios ambientais como melhorar a fertilidade do solo ou interromper a desertificação, a reflorestação pode criar atividade económica e empregos em áreas rurais em risco de despovoamento.

Economia Circular

Esforço global em tecnologias CCUS

No desenvolvimento de técnicas de CCUS (Captação, Utilização e Armazenamento Geológico de Dióxido de Carbono), a Repsol canaliza esforços em conjunto com parceiros da Oil & Gas Climate Initiative (OGCI), na promoção do avanço tecnológico como solução para as mudanças climáticas, investindo noutras empresas com alternativas inovadoras na captura, uso e armazenamento de CO2. Da mesma forma, com o apoio científico do seu centro de investigação Repsol Technology Lab, a Repsol está a avaliar, em todos os seus projetos Upstream em desenvolvimento, a opção de neutralizar as possíveis emissões de CO2, através da captura e armazenamento geológico.