Saltar al contenido
Mobilidade elétrica

Repsol e Nissan assinam acordo de colaboração para promover mobilidade elétrica em Espanha

  • A primeira ação consistirá na expansão da rede de carregamentos rápidos para veículos elétricos através das estações de serviço da Repsol.
  • Todos os proprietários de veículos elétricos Nissan poderão beneficiar de um desconto de 50% na rede de carregamentos elétricos da Repsol.
PDF 474 KB Descargar documento

Repsol e Nissan assinam acordo de colaboração para promover mobilidade elétrica em Espanha

A Repsol e a Nissan assinaram um acordo de colaboração para promover a mobilidade elétrica em Espanha. O primeiro passo será a expansão da rede de carregamento de veículos elétricos em todo o país e a instalação de 15 pontos de carregamento rápido nas estações de serviço Repsol, sem prejuízo de extensões subsequentes. Com este acordo, todos os proprietários de um veículo elétrico Nissan poderão beneficiar de um desconto de 50% sobre a tarifa da rede pública de carregamentos elétricos da Repsol.

O anúncio foi feito hoje durante o webinar "Reflexões sobre as infraestruturas de carregamento de veículos elétricos”, que contou com a presença da Diretora Geral de Clientes e Baixa Geração de Emissões da Repsol,María Victoria Zingoni, do CEO da Nissan Iberia, Bruno Mattucci, e do vice-conselheiro do Meio Ambiente da Comunidade de Madrid, Mariano González.

Os 15 novos pontos de carregamento rápido nas estações de serviço Repsol, com a garantia de que a origem da eletricidade é 100% renovável, vão permitir recarregar o suficiente para viajar mais de 144.000 quilómetros de carro todos os meses. Da mesma forma, a potência instalada de todos estes novos carregadores rápidos será equivalente a fornecer energia a 120 casas, durante um mês.

“Esta aliança com a Nissan, um dos principais fabricantes mundiais de veículos elétricos, reforça o nosso compromisso com a mobilidade elétrica e ajuda-nos a continuar a desenvolver a nossa rede de pontos de carregamento rápido para veículos elétricos em Espanha. Consolida também a nossa posição como empresa multienergética, líder em mobilidade e comprometida com o objetivo de atingir zero emissões líquidas até 2050, tornando-nos a primeira empresa do setor a adotar este ambicioso objetivo", destacou María Victoria Zingoni, Diretora Geral de Clientes e Geração de Baixo Carbono da Repsol.

A Repsol tem atualmente mais de 250 pontos de carregamento em locais públicos, incluindo 70 pontos de carregamento rápido, a maioria dos quais localizados em estações de serviço, tornando a empresa multienergética líder neste segmento em Espanha. Tem também mais de 1.000 terminais privados instalados em empresas e casas particulares. A isto juntam-se os dois primeiros pontos de carregamento ul-tra-rápidos da Península Ibérica, permitindo que a bateria dos veículos que suportam esta tecnologia seja recarregada entre cinco a dez minutos, à semelhança do tempo que demora a reabastecer numa esta-ção de abastecimento convencional.

Desde a introdução dos veículos elétricos em Espanha e do lançamento do Nissan LEAF em 2011, a Nissan desenvolveu a maior rede de carregamentos rápidos em território espanhol através da sua rede de concessionários, que conta hoje com 140 pontos de carregamento rápido. "Colaborar com uma empresa multienergética como a Repsol no desenvolvimento e expansão da infraestrutura de carregamento rápido de veículos elétricos em Espanha proporcionará a todos os utilizadores de veículos elétricos maior tranquilidade e vantagens económicas, especialmente no caso de todos os proprietários de um Nissan LEAF ou de um e-NV200, que terão descontos de 50% sobre a tarifa normal em toda a rede de carregamento elétrico da Repsol em Espanha. Não há dúvida de que, resolvendo o problema das infraestruturas de carregamento no nosso país, podemos posicionar Espanha como líder na corrida para a eletrificação”, sublinhou Bruno Mattucci, Diretor Geral da Nissan Iberia.

“Para uma implementação mais rápida da eletrificação em Espanha, é importante manter planos estáveis de promoção de veículos elétricos, bem como o desenvolvimento de infraestruturas, ao mesmo tempo que se poderia reduzir temporariamente o IVA sobre veículos elétricos para facilitar a sua aquisição. Assim, poderíamos triplicar o nosso mercado de veículos elétricos e também eliminar ou reduzir temporariamente a taxa sobre o Imposto Especial sobre a Eletricidade", acrescentou o Director Geral da Nissan Iberia.

Para mais informação:

REPSOL | 21 311 9000 

António Martins Victor | amvictor@repsol.com